Zoox
Zoox
Contato

Big Data: 4 filmes para mergulhar no mundo dos dados

EXPERIÊNCIA
Zoox Smart DataZoox Smart Data - 13 de Junho de 2022.

Somos apaixonados pelo universo Big Data e conteúdos sobre ele, mas também amamos o cinema. E não estamos sozinhos. Conforme o relatório anual da Motion Picture Association, instituição internacional que representa as maiores produtoras dessa indústria, o setor de entretenimento audiovisual movimentou cerca de US$ 99,7 bilhões em 2021, impulsionado sobretudo pelo crescimento das plataformas de streaming, que hoje contam com mais de 1,3 bilhão de assinaturas em todo o mundo.

Sendo assim, nada mais justo do que reunir as duas paixões aqui no nosso blog.

Por isso, vasculhamos as plataformas de Streaming para trazer a nossa lista especial com recomendações de filmes que abordam diferentes aspectos do mundo dos dados e como eles podem trazer lições valiosas sobre como tratamos essas informações. Confira!IMagem-Artigo-de-Blog---Big-Data-4-filmes-para-mergulhar-no-mundo-dos-dados

1) Análise de dados para construção de estratégias - "O homem que mudou o jogo"

Dirigido por Bennett Miller e baseado na história real de Billy Beane (interpretado por Brad Pitt), gerente do time de baseball Oakland Athletics. O filme acompanha o profissional durante a temporada de 2002, na qual utilizou o método de análise de dados elaborado pelo seu assistente Peter Brand (Jonah Hill) para montar um bom elenco com baixo orçamento, ao invés do método tradicional de olheiros.

Além do uso de análise de dados para tomar decisões e construir resultados, que naquele ano colocaram o Oakland Athletics entre os principais times de baseball da temporada, o filme retrata os altos e baixos de se implementar esse tipo de estratégias nos negócios e como o papel da liderança em fomentar uma cultura data-driven é essencial, questão que abordamos recentemente neste artigo.

O longa também dá visibilidade ao início desse tipo de técnica aplicado ao mundo dos esportes, no qual as tecnologias utilizadas evoluíram muito. Em 2014, por exemplo, um software chamado Match Insights foi um dos itens chave para a estratégia campeã da Seleção da Alemanha durante a Copa do Mundo de Futebol, usado inclusive para mapear as fragilidades da Seleção Brasileira e assim conquistar o assombroso placar de 7 a 1 no confronto.  

"O homem que mudou o jogo" está disponível na plataforma HBO Plus.

Saiba mais em:

2) Big data e inteligência analítica para produtos super personalizados - "Her"

Imagine você estar tão conectado a determinada tecnologia e ela estar tão alinhada com a sua personalidade a ponto de você acreditar sinceramente que ela é o amor da sua vida. Basicamente, essa é a premissa de “Her”, do diretor Spike Jonze e estrelado por Joaquin Phoenix.

O filme é uma parábola futurista na qual o escritor Theodore contrata um sistema operacional com IA (estilo a Alexa), chamada Samantha (que tem a voz de Scarlett Johansson), e os dois acabam desenvolvendo um intenso relacionamento amoroso.

Ainda que de maneira muito alegórica e às vezes estranha, o filme retrata a relação afetiva que os seres humanos têm com a tecnologia e as suas incríveis potencialidades para gerar experiências incríveis. Além disso, o filme é um convite a imaginar como múltiplos pontos de contato de um consumidor com o produto podem gerar dados e insights e, posteriormente, ofertar soluções exatamente de acordo com seus interesses e personalidade.

Você pode assistir ao filme “Her” no Star+.

3) A importância do uso de dados consciente e dentro da legalidade - "O Círculo"

O universo Big Data é extremamente desafiador e todos que se dispõe a trabalhar em meio a esse mundo (como nós mesmos) passam a ver a realidade de uma perspectiva diferente. “O Circulo”, do diretor James Ponsoldt, leva o espectador por esse caminho, acompanhando a história de Mae Holland (Emma Watson), uma jovem recém formada que começa a trabalhar na empresa que dá nome ao filme.

Ao longo da história, Mae também encara o conflito entre os próprios princípios e as ideias do dono da empresa, Eamon Bailey (vivido por Tom Hanks), abordando os debates sobre a necessidade de equilibrar o uso inteligente dos dados de cada usuário com seu direito à privacidade.

Assim, o filme faz um alerta para que empresas estejam ligadas aos princípios legais como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) aqui no Brasil e o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR), na Europa, utilizando sempre as informações com consentimento dos usuários e com respeito à privacidade deles, tanto para fomentar um universo digital mais saudável quanto para garantir segurança jurídica para a organização.

“O Círculo” está disponível para aluguel nas plataformas Apple iTunes, Google Play Movies e Microsoft Store. 

4) Os primórdios da inteligência de dados - "O Jogo da Imitação"

Dirigido por Morten Tyldum e baseado na história real do matemático Alan Turing (Benedict Cumberbatch), considerado um dos pioneiros da ciência da computação. O filme acompanha a passagem de Turing pelo governo britânico como membro da equipe responsável por decifrar o Enigma, código que os alemães usam para enviar mensagens criptografadas aos submarinos durante a Segunda Guerra Mundial.

Ao longo da história, acompanhamos a jornada de Turing para construir uma máquina que permita analisar todas as possibilidades de codificação do Enigma em apenas 18 horas, de modo que os ingleses conheçam as ordens alemãs antes que elas sejam executadas.

Além de explorar os muitos aspectos da personalidade de um dos principais responsáveis pelas noções de algoritmos, programação e computação - tão fundamentais para os princípios de Big Data Analytics atualmente -, o filme aborda conceitos importantes da estatística e dos modelos matemáticos que formaram a análise de dados como existe hoje, além de ressaltar a importância da inteligência humana para gerar insights importantes a partir de grandes volumes de informações e dados estruturados.

“O Jogo da Imitação” pode ser assistido na Amazon Prime e na HBO Max.

Bônus: como a Netflix coleta diferentes tipos de dados

Com o grande boom das plataformas de streaming disponíveis hoje (em 2021, o setor registrou cerca de US$ 71 bilhões de faturamento, conforme a Motion Pictures Association), a Netflix tem enfrentado concorrência pesada para manter a sua audiência fiel. Entretanto, a empresa ainda é uma das maiores referências no que diz respeito à utilização de análise de dados para entregar a seus assinantes aquilo que eles querem.

Entre as muitas inovações que a plataforma trouxe para o mercado audiovisual, está a presença de audiovisuais interativos, tais como as séries “Gato de Botas”, “Você Radical” (estrelada pelo aventureiro Bear Grylls), e o episódio especial "Bandersnatch” da série de ficção científica “Black Mirror”.

Que os conteúdos selecionados pelos usuários, gêneros favoritos e hábitos de consumo dos assinantes são utilizados pelos algoritmos da Netflix para gerar as recomendações personalizadas para cada usuário, todo mundo sabe. Entretanto, o interessante é que, conforme foi descoberto por um pesquisador da  University College London, a Netflix salva nos seus bancos de dados inclusive as escolhas feitas durante esse tipo de conteúdo interativo.

A requisição foi feita para a empresa conforme as regras estabelecidas pela GDPR e, embora não exista nenhuma confirmação oficial, tudo indica que as escolhas dos usuários sejam incorporadas ao banco de dados dados analisados pelo aplicativo para sugerir opções de conteúdo ainda mais personalizadas para os assinantes da Netflix. Curioso, não?

E aí, curtiu a nossa lista? Conhecia todos esses filmes? Curte filmes, séries e Cultura Geek em geral? Então, não deixe de conferir este nosso outro artigo sobre o tema.

Comentários

Materiais Gratuitos